quarta-feira, 30 de abril de 2008

Jabuticaba

video
Musica Jabuticaba por Bebel Gilberto

Neste mês as Jabuticabeiras da cidade floresceram e lotaram os galhos com seus frutos muito doces, suculentos e de um visual inquietante.
Minha companheira matinal já há alguns anos esta esplendorosa arvore fica no estúdio onde pratico Ashtanga, e vejam qual não é a minha sorte de ser brindado com este surreal café da manhã literalmente no pé da dita cuja. Esta arvore em particular costuma dar frutos de três a quatro vezes por ano, normalmente esta espécie floresce duas vezes ao ano. Será que é a energia do local? Quem vai saber?
De origem brasileira esta espécie é nativa da mata atlântica encontrada principalmente em Minas Gerais, de onde tive minha melhor experiência com a fruta. Em uma viagem a Ouro Preto, ficou até hoje na minha memória, os fins de tarde sentado nas escadarias de alguma igreja degustando sacos e sacos desta rara espécie.
Dizem que a ingestão em excesso provoca prisão de ventre, lenda ou não, temos a receita caipira para cortar este efeito: a cada 10 frutas engolidas mastigue bem a casca de um fruto e engula.
Podemos prepará-las de vários modos tais como, geléia, vinho, vinagre, licor, aguardente entre outros, porem a degustação in natura bem geladinha é insuperável. Como ninguém é ferro segue minha sugestão: Black Martini Jabuticaba (criado especialmente para relançamento da Smirnoff Black )

Black Martini Jabuticaba

- 50 ml de vodka Smirnoff Black
- 12 jabuticabas
- gelo
- 1 colher de bar de açúcar de baunilha (aquele usado em confeitaria, no mercado fica perto do fermento em pó)

Em uma coqueteleira coloque as jabuticabas e uma colher de açúcar de baunilha. Macere até obter um suco e adicione uma pá de gelo. Junte a vodka. Agite até que a mistura fique gelada e coe em uma taça de martini. Como guarnição, utilize uma jabuticaba.

Para saber mais sobre Jabuticaba clique aqui

5 comentários:

Anônimo disse...

VOU PREPARÁ-LO DE DRINK DE ENTRADA ANTES DE SERVIR O RIGATONI.DEPOIS ESCREVO COMO FICOU.
OBS: O NOME CORRETO NÃO SERIA BLACK VODKA JABUTICABA ?
ABÇS.
JULIÃO

Alev disse...

Aproveitando o tema, pergunto se alguem sabe qual é a cor do azeviche da jabuticaba, cantada por Celso Fonseca, na musica "Ledusha com diamantes"?

Anônimo disse...

Azeviche: s.m. Carvão compacto usado como gema. O azeviche teve um um uso muito difundido no império romano, que transportavam o produto da Inglaterra para Roma. Seu uso era muito associado ao luto e na confecção de objetos esotéricos, como a figa de azeviche, que servia, no pensar das romanas, para afastar as serpentes.

De dureza 2 a 2,5 e textura muito fina e compacta, o azeviche apresenta um aspecto negro aveludado com polimento e se presta para trabalhos de escultura. Pode conter fósseis e pirita, originada da reação do enxôfre vegetal com o ferro. No século XIX o azeviche foi muito usado na joalheria de luto. Hoje seu uso é restrito a certos círculos esotéricos.

Tal como o âmbar, o azeviche quando atritado por um pano adquire eletricidade estática, podendo atrair pedaços de papel.

Por ser uma material de origem orgânica (Não é mineral) o azeviche pode se ressecar e ficar tomado por rachaduras.

Produtores: É produzido em muitas partes do mundo, onde ocorre jazidas de carvão. Em Whitby, North Yorkshire, Inglaterra, ocorre um azeviche que pode conter inclusão de amonitas, com os quais se pode preparar belas jóias.

Eduardo Luz disse...

Descobri o teu blog meio sem querer e achei bem legal. Ia te pedir se podia colocar Ta Bem Bom lá no meu blog roll mas, certamente você não vai se opor já que o meu ( o Da cachaça pro Vinho) já está no seu, né?
Muito boa a receita do martini de jaboticabas. Vou fazer !

Anônimo disse...

Pai,
to com saudades nao é nada de comida como eu nao consigo falar com vc pelo o msn resolvi deixar um recado no seu blog!
na china teve um terremoto e eu estou com muita saudades !