terça-feira, 10 de junho de 2008

Restaurante Paquistanês em Dubai

Agora foi um taxista Paquistanês que vive há mais de 20 anos em Dubai que nos indicou esta perola no meio do deserto. Saímos um pouco do circuito “ Rich People” e fomos para o bairro de nome Al Karama (Dera), que é onde mora a grande massa de imigrantes trabalhadores em sua maioria paquistaneses e indianos. Lá encontramos este “Pé Sujo”, também bem limpinho e pudemos degustar a comida do noroeste do Paquistão que faz divisa com o Afeganistão. De sabor intenso, forte e penetrante, com as pimentas aromatizando e exaltando sua ardência nas primeiras bocadas, saboreamos a verdadeira comida das montanhas onde provavelmente o Sr. Bin Laden reside e com certeza esta é sua dieta diária.

Meu parceiro de viagem, Mr. Khalid, paquistanês de nascimento e brasileiro de coração, quase não abriu a boca durante o jantar, e olha que ele adora um papinho, de tão emocionado que ficou comendo com as mãos os curries e nans fartamente servidos neste belo local.


Nan quentinho direto do tandoor, um sonho......

Iogurte para acalmar o teor de ardume

Frango

Cordeiro

Chá preto com folhas frescas de hortelã (Otima opção de para variar o chá)

Karachi Darbar
Rua Omar Bin Al Khattab Road, near Fish Roundabout
Bairro Al Karama (Dera)
Fone +971 (4) 2249594
Aberto diariamente das 4am - 2am


Pão Nan

O pão típico da índia chama-se nan. É um alimento nobre, servido
em banquetes, casamentos, festas de aniversário, hotéis e
restaurantes. Além de muito gostoso, é preparado de uma maneira
simples e assado de um jeito diferente: na parede do forno.

O forno se chama tandoor. É de barro, aquecido com carvão e
embutido no chão, com formato de vaso. O segredo da massa do nan
é ficar meio úmida, nem seca nem molhada demais. A tradição é
sempre comer com a mão direita pois, com a esquerda, eles fazem a
higiene pessoal.

Ingredientes

- 1/2 kg de farinha de trigo
- 1 colher de sopa de açúcar
- 30 g de fermento em pó
- 1 colher (chá) de sal
- 40 g de manteiga sem sal clarificada (Usli Ghee)
- 1 ovo
- 100 ml de iogurte natural
- 1/2 xícara de água

Modo de Preparo

Coloque todos os ingredientes em um recipiente.
Mexa até a massa ficar homogênea. Coloque na geladeira por no mínimo de 4 horas máximo 2 dias.
Separe a massa em 10 bolinhas.
Em seguida, deixe a massa descansar por aproximadamente 1,5 horas..
Abra com um rolo de macarrão e coloque para assar até a casca do
pão ficar dourada.

Para assar no forno tradicional:

Aqueça o forno a 300ºC.
Numa assadeira média, coloque a massa aberta em uma forma oval
(não é necessário untar). Deixe assar por três min.
Após assado, pincele com manteiga quente a gosto.

Para assar na frigideira:

Numa frigideira média (de preferência, com teflon), abra a massa
em forma oval e deixe assar por dois min. Tampe a frigideira.
Após assado, pincele com manteiga quente a gosto.

4 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom mesmo!
Tem um excelente Restaurante Indiano em SP no Bairro do Brooklin que se chama Govinda que serve um pao Nan feito no Tandor é servido como Couvert com diversos molhos típicos vale a pena.
Tem tambem a filial no Shopping Morumbi se chama Ganesh porem lá o ambiente nao é tao acolhedor como no Govinda.
O Cordeiro no Govinda é muito bom mesmo.
Abraço
Wolf

Eduardo Luz disse...

Muito boas as dicas destes restaurantes. Se você tivesse ido antes de mim, talvez eu conhecesse estes paquistanês e iraniano.
Mas, pelas fotos e pelas receitas (principalmente) dá pra tentar reproduzir.
Abs.

Anônimo disse...

contando assim, parece que estou la. valeu muitissimo sua dica. irei a dubai em julho e quero justamente conhecer este lado imigrante de dubai, tenho muita simpatia cultural pelos paquistaneses, um povo pouco conhecido e injustiçado no ocidente por causa de alguns terroristas. o paquistao é um lugar perigoso de se visitar, entao conhecer um pedacinho de do paq em dubai é o que ha. que deus abençoe e de paz ao paquistao.

Maluzinha disse...

Meu Deus preciso muito de ajuda, estou pra me casar com um Paquistanes ... e não sei quase nada da personalidade desse povo !! o que eu faço !! Ele é mulçumano entende bem pouco o português...porque faz só seis meses que está no Brasil eu tenho 30 anos e ele tem 23 anos ,será que vai dar certo tenho muito medo ,mas já o amo demais e não tenho coragem de desistir de me casar com ele !! Bom enfim pessoal desde já muito obrigado por tudo !!