segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Polpo sott'olio


Fim de semana na praia com chuva, o sorte! pelo menos para quem gosta de passar o tempo na cozinha, jogando conversa fora, beritando e tratando dos alimentos.

Sábado amanheceu nublado com uma garoa fininha, teimosa, e como minha turma gosta de acordar tarde, não tive duvidas rumei para a cooperativa de pescadores de São Sebastião, no bairro de São Francisco. (Não sei como esqueci minha maquina fotográfica!)

Chegando lá vi nas bandejas alguns files de pescadas, atum, salmão, não entendi nada. Não são peixes do litoral norte!!! Então me explicaram que estes peixes vêm de São Paulo para atender os restaurantes, moradores, etc., e que estava para chegar 3 barcos, esperei.
Para resumir. Dos barcos recém chegados garimpei camarões rosa GG, lulas bem pequenas, 1 peixe Vermelho 3 kg e dois polvos grandes, tudo pescado durante a noite. Muito fresco, quase vivo.


Ficou assim o cardápio chuvoso:

Entradas
Polvo sotto'oleo. (meu favorito)
Lula in farinata. (para criançada)
Camarão a paulista. (para minha mulher)

Prato Principal
Peixe Vermelho assado recheado de cucuz paulista (sem sardinha, detesto!!!!)

Cerveja Brama de garrafa grande com casca de gelo.

Deixo o meu Favorito:

Polpo sott'olio

2 polvos grandes;
1 copo de vinho tinto;
1 folha de louro;
5 grãos de pimenta do reino;
1 cebola;
1/3 de pimentão verde;
1/3 de pimentão amarelo;
1/3 de pimentão vermelho;
1 pimenta dedo de moça sem sementes; (OPCIONAL)
1 talinho de salsão;
Folhas de coentro fresco a vontade (ou salsinha para quem não suporta coentro)
Óleo de oliva extra virgem
1 colher de chá de Massala de coentro, cominho, erva-doce e pimenta do reino moído na hora (OPCIONAL)
Não é necessário salgar

1. Em uma panela de pressão adicionar o polvo, o copo de vinho, a folha de louro e as pimentas do reino.
2. Tampar a panela e colocar no fogo. Após iniciar a pressão cozinhar por 20 minutos. (com este método o polvo desmancha na boca)
3. Retirar o polvo e esperar esfriar.
4. Picar milimetricamente a cebola, os pimentões, a pimenta dedo de moça, o salsão e as folhas de coentro. Misturar bem.
5. Cortar o polvo em pedaços de +/- 2 cm de largura.
6. Em uma travessa colocar o polvo, pulverizar com o massala, adicionar os temperos picados, misturar tudo com cuidado.
7. Cobrir tudo com óleo.
8. Aguardar umas 4 horas para comer. Melhor no dia seguinte.

7 comentários:

Eduardo Luz disse...

Vou tentar fazer o polvo deste jeito porque o último que eu fiz ( dando pancada e tudo nele !, serviu pra apagar os rabiscos do lapis.
E parabéns pelo formato das fotos . Estão muito legais !!

f. disse...

Veja bem, que estes escritos vieram parar em minha caixa, pena que não em meu prato.Mas já que é assim, conte me, como define o motivo principal para tanta vivacidade numa manhã chuvosa?Claro que você deve gostar de viver e também de peixes quase vivos, mas deve haver outro....

Tá Bem Bom disse...

Olá F
Bom, pensei em mil respostas todas evasivas, talvez seja saudades da minha avó, ainda minha inspiração, que tinha este costume, alem de passar algumas madrugadas preparando quitutes, pelo simples prazer de agradar as pessoas...

irene disse...

oi leo,
eu achava q era a unica q nao batia bem da cabeça, pois nao raro, me pego assando bolo as nove horas da noite de segunda feira - com a desculpa de que a clarinha precisa de alguma coisinha "maison" para por na lancheira....

Anônimo disse...

Simples Prazeres!

Anônimo disse...

grandes desculpas!

f. disse...

Adorei!